Varal de Teto em Moema

Venda, Instalação e Manutenção de Varais

Venda de varais para apartamentoO Senhor dos Varais conta com profissionais com conhecimento técnico especializado, equipamentos de ponta e produtos de alta qualidade para a execução dos seguintes serviços:

Atendemos as seguintes cidades:

Realizamos a venda, instalação e manutenção de todos os tipos e varais! Entre em contato (11) 98090-6765

O Varal

O varal (português brasileiro) ou estendal (português europeu) é um objeto utilizado para a secagem de roupas em geral após a lavagem. Trata-se de uma parafernagem na qual uma corda, um arame ou uma haste de alumínio suporta a roupa úmida,que , com o passar do tempo, tornar-se seca. Pode-se utilizar um pregador para melhor fixar as roupas no varal, porém, dividindo seu peso entre o eixo da corda, pode-se obter equilíbrio.

Em apartamentos temos varais de teto, como o nome sugere, fica suspenso no teto da lavanderia. Ele possui um mecanismo com cordas que permite que as varetas se abaixem em conjunto ou individualmente, o que facilita o processo de pendurar a roupa. Depois, é só puxar as cordas novamente para cima (esse movimento vai fazer as varetas ficarem altas de novo) e depois prendê-las na lateral.

Este tipo de varal para apartamento é ideal para quem tem a área de serviço bem pequena e consegue organizar somente a máquina de lavar e o tanque no chão, juntamente com os produtos de limpeza. Na instalação, você pode posicionar o varal na parede que tenha mais sol ou vento e que, por isso, fará com que a roupa seque mais rápido.

Choque cultural do varal

Nos EUA é praticamente proibido secar roupas em varais externos, uma grande bobagem por parte dos americanos.

Em comunidades que contam com Associações de Moradores, que fazem as regras de convivência, é simplesmente proibido usar varais. Assim como não é permitido ter uma plantaçãozinha de vegetais no seu jardim - gente rica deve poder comprar seus legumes não-orgânicos em supermercados de luxo, e usar seu jardim para coisas bonitas, não úteis, como plantar flores. Se você precisa de um exemplo definitivo de como o conceito de praticidade está ligado à pobreza (pobres precisam ser práticos!), e futilidade e beleza à riqueza, pense na indústria da moda.

Mais que qualquer outra nacionalidade no mundo, americano rasga dinheiro: 5 bilhões de dólares por ano são gastos em energia para secadoras de roupas. 90% dos americanos usa secadoras, que representam entre 6 a 15% da energia de uma casa. Dessa forma, fica fácil pros EUA consumirem um quarto da energia do planeta. Um documentário chamado Drying for Freedom (Secando pela Liberdade; veja o trailer maior e menor) trata desses números, pressiona americanos a aposentadorem as secadoras e usarem varais pelo bem do meio ambiente, e afirma que impedir que pessoas adotem varais vai contra a liberdade individual de cada um.

Mas é muito difícil mudar esse hábito. Claro que, nos lugares frios, não há como secar roupa fora durante metade do ano (roupa molhada congela! Tente colocar alguma no seu congelador. E aí imagine uma temperatura umas três vezes menor que a do seu freezer). Mas na outra metade do ano, dá. E o problema não é não poder usar varal por causa do tempo, é não poder usar porque seu vizinho é contra. E problema maior ainda é não querer usar, porque você foi educado a crer que só gente sem recursos deixa roupa secar ao sol. É algo estritamente cultural, e classista. Tanto que, um pouco mais em cima, no Canadá, onde faz mais frio ainda que nos EUA, há comerciais que aproveitam o charme e o apelo caseiro dos varais de roupa para divulgar cidades.

Agora como será nos condomínios de luxo do Brasil, esses fechados. Lá proíbem que se seque roupa no varal também? Eu não duvido. Temos o costume de copiar o que há de pior dos países ricos.

Fonte:
https://escrevalolaescreva.blogspot.com/2010/11/um-choque-cultural-chamado-varal-de.html

Dicas para secar roupas

Colocar a peça para secar do jeito errado pode danificá-la, desbotando ou até mesmo alargando a roupa. Veja algumas dicas.

Camisas e camisetas podem ser penduradas em cabides, o que ajuda a economizar espaço no varal e evita marcas de pregadores. Já as roupas coloridas não devem ser penduradas ao sol, pois desbotam. Se for inevitável, a recomendação é deixá-las ao avesso e pelo menor tempo possível.

O varal de ferro é o mais resistente. Ele deve ser emborrachado ou feito de metal pintado, e precisa ser limpo uma vez por semana. “Um paninho com detergente diluído em água já faz o trabalho”, indica Ingrid. Segundo ela, os varais de corda pegam pó muito facilmente e são mais difíceis de limpar. Já os de fio simples, sem revestimento, enferrujam e manchas as roupas.